Jovens que trabalham para o tráfico estão há dois meses sem receber em morro do Rio de janeiro




Para muitos especialistas, o tráfico de drogas atrai jovens que vivem em situação precária e são iludidos pelo dinheiro fácil do mundo do crime. Mas no Rio de Janeiro este cenário pode estar com os dias contados. 

No Morro da Babilônia, no Leme, zona sul da Cidade Maravilhosa, jovens que trabalham para o tráfico de drogas estão há dois meses sem receber os seus salários, de acordo com informações divulgadas pelo jornalista Ancelmo Gois, de O Globo. 

O jornalista não deu mais informações sobre a situação, mas o caso chamou a atenção de internautas em todo o Brasil. A falta de pagamentos impressiona porque o tráfico de drogas é uma das atividades que mais movimentam dinheiro no país. 

Levantamento realizado pela Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados, de agosto de 2016, mostrou que o narcotráfico movimenta cerca de R$ 15,5 bilhões por ano no Brasil.