Cansado de ser roubado homem cria armadilha caseira, fere bandido e vai preso

Dono de uma lanchonete e cansado de ser roubado, um comerciante de 58 anos decidiu montar uma armadilha caseira para tentar pegar quem estava invadindo seu estabelecimento em Cruzeiro do Sul. Na noite desta terça-feira (8), a armadilha foi acionada e acabou ferindo um jovem de 18 anos, que tentava arrombar a lanchonete.

A armadilha foi feita com fios, canos e pólvora e ficava na porta da lanchonete. Quando fosse violada, a arma artesanal disparava. A bala era feita de pólvora e chumbinho. O comerciante foi preso e deve responder por lesão corporal. O rapaz teve um ferimento na altura do quadril e foi levado para o Hospital do Juruá, onde passou por uma avaliação e depois foi liberado.


Em seis meses, o dono da lanchonete conta que foi roubado oito vezes e que está cansado da insegurança. “Já estava cansado demais dessa situação. Eles levavam tudo que ficava na lanchonete”, reclamou.

Ele diz ainda que nunca teve a intenção de matar ninguém e que a armadilha tinha como objetivo apenas dar um susto em quem tentasse invadir o local. “Só assombrar quem entrasse para não ir mais. Eu que fiz a arma sem intenção de matar ninguém”, explicou.

Arma artesanal é feita com cano, pólvora e fios e disparou contra jovem que tentou invadir lanchonete (Foto: Anny Barbosa/G1)Arma artesanal é feita com cano, pólvora e fios e
disparou contra jovem que tentou invadir lanchonete
(Foto: Anny Barbosa/G1)


O delegado Lindomar Ventura disse que o caso foge das ocorrências comuns do cotidiano.

“Um fato inusitado e diferente do habitual. O conduzido, que também é vitima de furtos, fez uma armadilha, carregou a arma de uma forma mais leve para não causar grandes ferimentos, e acabou ferindo o cidadão que arrombou o seu comércio”, disse.

Ventura informou ainda que o rapaz baleado na tentativa de invasão da lanchonete já tem passagem pela polícia por furtos no estabelecimento do comerciante. Mas, a polícia não conseguiu provas para pedir a prisão dele na época.“O processo ainda continua em aberto e dessa vez está mais do que comprovado que ele arrombou o estabelecimento. Ele alega que estava passando na rua, mas essa história não tem cabimento. Ele foi atingido dentro da lanchonete e vai responder criminalmente por arrombamento e tentativa de furto”, finaliza.