Presos queimam colchões em protesto e acabam tendo que dormir no chão do pátio

Após colocarem fogos em colchões durante motim, os presos do Presidio Estadual de Parnamirim (PEP) irão dormir no chão, é o que afirmou o secretário de Justiça, Wallber Virgolino.



“Nós vamos puni-los severamente. Por exemplo, agora nós vamos suspender as visitas na unidade e não vamos recolocar colchões dentro do presídio, eles irão dormir no chão para aprender”, disse o titular da Sejuc.
O secretário também deixou claro que o bloqueador de celular é resistente a ataques.