Policial atira em ladrão durante o Circuito Barra Ondina em Salvador e é preso em flagrante

No fim da noite deste último sábado (25), um folião foi atingido por disparo de arma de fogo depois de tentar assaltar um PM, durante a passagem de um trio no Circuito Barra Ondina em Salvador. A cantora Aline Rosa estava cantando em cima do carro no momento em que o crime aconteceu.Resultado de imagem para Policial atira em ladrão durante o circuito e é preso em flagrante
As outras pessoas que curtiam a noite no meio da ‘pipoca’ ficaram extremamente assustadas no momento em que o policial sacou a arma e atingiu a vítima. O homem chegou a ser socorrido pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e levado até o Hospital Geral do Estado, mas não aguentou os extensos ferimentos e acabou morrendo na noite de domingo (26).
Durante o ocorrido a multidão que estava na folia acabou presenciando tudo e se juntou ao redor do corpo caído e ensanguentado da vítima. Outros policiais que faziam a ronda durante o evento vieram ao encontro do público e acabaram levando o colega que foi o autor dos disparos para a delegacia para que ele prestasse melhores esclarecimentos.
Durante o depoimento dado o policial disse que também estava seguindo o trio quando foi abordado pelo homem que queria assaltá-lo. Segundo os agentes que interrogaram o colega, ele estaria junto com as pessoas e relatou que agiu puramente em legítima defesa.
Apesar de testemunhas informarem que realmente a abordagem criminosa ocorreu, ao que tudo indica a ação do PM foi totalmente desproporcional durante o ocorrido. A começar por estar portando a arma de trabalho, no momento em que estaria à paisana. Dessa maneira o agente foi preso e deverá aguardar até que o serviço pericial determine as motivações e as repercussões do #Crime.
A arma do crime foi apreendida e deverá passar na mão de especialistas que farão exames para entender melhor o caso. Secretaria de segurança pública se manifestou diante do ocorrido e disse que as medidas cabíveis estão sendo tomadas. O PM segue detido.
O trio não parou mesmo com a confusão que se instalou no local, eles estavam na Rua Alfredo Magalhães quando tudo ocorreu, e tudo estava sendo transmitido e televisionado pela televisão local, o que assustou ainda mais os telespectadores. Segundo dados divulgados pela #Polícia Civil que coordena as investigações, o homem baleado tinha várias passagens pela polícia.
A ficha criminal da vítima era extensa, dentre as acusações anteriores estavam porte ilegal de armas, furto, tráfico de drogas e envolvimento com traficantes de grande porte. Durante a confusão o trio teve que parar e a contara Aline Rosa foi orientada a se abaixar para que possíveis disparos não a atingissem. O crime segue sendo investigado pelo departamento de homicídios da Polícia Civil.