Maria do Rosário vai à PF após site publicar fotos de sua filha

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) procurou a Polícia Federal nesta quarta-feira, 22, para que seja iniciada uma investigação com o objetivo de encontrar e punir os responsáveis pela publicação de fotos, sem autorização, do perfil de sua filha de 16 anos no Instagram.
As imagens foram exibidas no site www.facanacaveira.net, que é hospedado na Austrália e se caracteriza pela publicação de textos em português de extrema direita e com ofensas a mulheres e gays.
Nas legendas da “matéria” publicada nesta quarta, a garota é identificada e descrita como “anorexa e drogada”, além de haver citações à uma suposta tentativa de suicídio.
“Filha de Maria do Rosário, M. L., menor de idade, aparece em fotos no seu instagram com anorexia severa e usando drogas. A deputada Maria do Rosário, aparentemente não tem capacidade de criar a própria filha, mas quer dar pitaco em como outras famílias devem educar seus filhos”, diz o texto de apresentação. Em outro trecho, o nome da garota aparece por extenso e há fotos em que ela aparece sem tarja nos olhos.
O Estatuto da Criança e do Adolescente, em seu art. 17, impõe o sigilo de imagens e identificação de adolescentes “em situação vexatória e que causam constrangimento”.
Leitores do site que comentaram a matéria ainda ironizaram o fato de a deputada petista se destacar como defensora dos Direitos Humanos – Maria do Rosário foi ministra-chefe da Secretaria dos Direitos Humanos entre 2011 e 2014, no governo Dilma Rousseff. “Agora eu entendi porque essa deputada ama tanto os marginais”, disse um deles.
Por volta do meio-dia, a deputada publicou uma nota pública no perfil que mantém no Facebook na qual afirma que sua filha foi vítima de criminosos. “Como mãe não medirei esforços para protegê-la, como faço todos os dias da minha vida. Já tomei as medidas cabíveis e estou fazendo todas as denúncias possíveis para que os bandidos que atacam minha família sejam identificados e severamente responsabilizados”, escreveu.
A reportagem tentou contato com a deputada, mas a assessoria informou que a deputada só iria se manifestar por meio da nota. Segue a íntegra do texto:
“NOTA PÚBLICA
Minha filha está sendo vítima de criminosos nas redes sociais. Como mãe não medirei esforços para protegê-la, como faço todos os dias da minha vida. Já tomei as medidas cabíveis e estou fazendo todas as denúncias possíveis para que os bandidos que atacam minha família sejam identificados e severamente responsabilizados. Nenhuma família merece passar por isto.
Eu e o meu esposo Eliezer Pacheco estamos indignados e repudiamos com veemência os atos criminosos de quem manipula imagens e informações, expondo uma menina de 16 anos.
Sabemos que todos os pais e mães têm preocupação com a exposição de seus filhos e filhas na Internet. Não há dúvida que este tipo de divulgação manipulada gera efeitos gravemente nocivos de dimensão imensurável às vítimas.
É revoltante que minha filha seja atacada pelas minhas posições e por minha atuação em defesa da dignidade humana. Não permitirei que minha filha seja desrespeitada.
Aos que têm o objetivo de me prejudicar e atingir minha família, afirmo que não conseguirão.
Maria do Rosário”

RECOMENDADAS PARA VOCÊ

loading...