Funcionária é presa após fazer dança provocante para homem de cem anos

Em ambas as imagens a enfermeira que trabalhava na casa de acolhimento aparece se exibindo para o senhor.Essa semana, uma jovem que trabalhava como enfermeira em uma casa de repouso foi presa após ser divulgado um vídeo em que ela aparece agredindo sexualmente um idoso. O Crime aconteceu em um asilo no município de Providence, em Ohio, nos Estados Unidos. As imagens chocantes mostram a jovem Brittany Fultz, de 26 anos, se exibindo para o idoso que morava no local de acolhimento.
Ele tem cem anos e sofre de demência grave necessitando de cuidados integrais da equipe médica. No entanto, uma das enfermeiras cuidadora do homem decidiu realizar uma ‘brincadeira’ criminosa assediando o senhor que não podia reagir. Ela é vista nas imagens dançando sensualmente em frente à cadeira onde se encontrava a vítima, chega a tirar a blusa e a descer a calça para mostrar a genitália. As cenas causaram revolta devido ao ato inapropriado e totalmente desrespeitoso.
Além de Brittany, outra enfermeira também aparece nas imagens presenciando a situação sem impedir que ela aconteça. Na filmagem feita pela outra funcionária da casa de repouso, a jovem aparece de calça moletom e blusa de frio, e não se intimida em se despir. Além da insinuação ela chega a dizer que poderia mostrar tudo o que o idoso quisesse, e que pelo fato de ser uma mulher, ele saberia o que poderia ver. Assista às cenas deprimentes no vídeo a seguir:
Após ter acesso às cenas que acabaram vazando para as mídias, e nas redes sociais, a polícia local começou a investigar a jovem enfermeira. Ela foi presa e em depoimento aos investigadores disse que tudo não passou de um mal entendido. Segundo Brittany ela estaria fazendo apenas uma brincadeira no momento e não pensou nas repercussões que o ato poderia levar. Para seu entendimento a ação apesar de desrespeitosa não teve a intenção de atingir o idoso e nem trazer repercussões à sua saúde.
No entanto, para a polícia o caso se configurou como crime. A jovem foi imputada por agressão sexual contra pessoa indefesa e incapaz, e poderá pegar até quatro anos de detenção. A outra funcionária que estava no momento e não interferiu para impedir a agressão não deverá ser presa, mas poderá ser responsabilizada, principalmente por ser a autora do vídeo. A casa de repouso demitiu as duas enfermeiras logo após o aparecimento das imagens estarrecedoras.