Veja fotos e vídeos da morte do cabeleleiro dos Artistas Alexandre Pires, Tatau e Márcio Victor





Artistas como Alexandre Pires, Tatau e Márcio Victor prestaram homenagem.

A morte do cabeleireiro Valdir Macário pode ter relação com o atentado sofrido pelo irmão da vítima, Reginaldo Macário, há cerca de um mês, segundo informações da delegada que investiga a morte de Valdir, Andrea Ribeiro. A informação foi divulgada durante coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (17). Ninguém ainda foi preso.



De acordo a polícia, Reginaldo relatou que sofreu ameaças antes de ser atacado no dia 15 de outubro. Ele foi baleado e está internado no Hospital Geral do Estado (HGE). A tentativa de homicídio contra ele é investigado pela 6° Delegacia Territorial (DT/Brotas). 


Conforme Andrea Ribeiro, Reginaldo disse que mantinha relação amorosa com uma mulher, mas ela ainda não foi ouvida e, por isso, a polícia não tem detalhes se a mulher era casada e se isso teria sido a motivação do ataque contra Reginaldo e posteriormente, contra Valdir.

Em relação ao crime contra o cabeleireiro, a delegada acredita que ele não sofreu ameaças antes de ser morto. "A família não falou que ele sofria ameaças. E segundo as testemunhas, antes dos homens entrarem no salão, Valdir estava brincando com as clientes, estava na área térrea do salão, demonstrando um comportamento de quem não estava ameaçado", relatou.

A delegada disse que ainda não tem pistas dos suspeitos e que a polícia está analisando e melhorando a qualidade das imagens das câmeras de segurança para identificar os homens que mataram Valdir.

Informou também que a cliente que presenciou o crime não foi ouvida e que a mulher, o suposto pivô dos ataques, está sendo identificada para ser ouvida. Outra pessoa que, segundo a delegada, ainda deve ser ouvida é o ex-sócio de Valdir em uma academia em Vilas de Abrantes, na região metropolitana de Salvador. "Não acreditamos que houve uma desavença a ponto de resultar em morte, mas todos serão ouvidos pois não vamos descartar nenhuma linha de investigação", disse Andréa.