Quedas de apartamentos, acidentes em cadeia, roubos e esfaqueamentos, Pokémon Go já fez várias vítimas no Brasil




Quedas de apartamentos, acidentes em cadeia, roubos e esfaqueamentos. O jogo Pokémon Go já fez várias vítimas pelo mundo.


A febre do Pokémon Go chegou a vários países e, se por um lado o jogo se torna um sucesso e o número de utilizadores não para de aumentar, por outro, multiplicam-se os acidentes ocorridos enquanto as pessoas jogam.
LEIA TAMBÉM:


6 Jovens morreram após parar o carro na pista (br-539) próximo a Goiânia, após encontrar alguns dos pokemons na rodovia, o motorista decidiu parar o carro na pista onde não há acostamento, em seguida eles desceram do veículo e logo após uma carreta que vinha logo atrás bateu e arremessou os jovens a 10 metros barranco a baixo.

O jogo lancado a pouco menos de 1 semana no Brasil já vem causando vários problemas, em Manaus  a caça a Pokémons terminou em morte e todo território brasileiro vem sendo prejúdicado com roubos e furtos e até mortes
                                                                    LEIA TAMBÉM:

Os perigos da febre "Pokémon Go"

Segurança

Quanto mais se joga, mais exposto ao perigo. Isso porque os dados do usuário são compartilhados. Enquanto está de olho no celular, o jogador caminha pelas ruas de verdade e as informações são compartilhadas por meio de geolocalizadores (Google Maps).
                                                                     
                                                                     

Qualquer jogador pode localizar outra pessoa que esteja jogando nas proximidades. Por causa disso, foram registrados casos em que desconhecidos atraíram jogadores com pistas falsas de pokémons para que pudessem roubá-los.
LEIA TAMBÉM:


O Departamento de Polícia de Irving, no Texas, criou um vídeo para tentar conscientizar os jogadores sobre o perigo de dirigir enquanto usa o aplicativo, assim como andar na rua desatento, sob o risco de atropelamentos e assaltos, além de outras situações de risco.

Além de alertas policiais, entidades que defendem direitos das crianças e adolescentes trabalham para orientar os pais e educadores nos países em que o jogo já está disponível: Austrália, Japão, Nova Zelândia e Reino Unido, além dos Estados Unidos.





RECOMENDADAS PARA VOCÊ

loading...