Corpo de idosa de 80 anos estuprada em São Gonçalo tinha marcas de mordidas

O corpo da idosa de 80 anos estuprada e morta, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, estava cheio de marcas de mordidas pelo corpo. A informação foi dada, na tarde desta sexta-feira, pelo delegado Allan Duarte,da Divisão de Homicídios (DH) Niterói que está investigando o caso.


— Nós recebemos informações do IML (Instituto Médico Legal) de Tribobó, de que foram encontradas algumas marcas de mordidas pelo corpo da vítima. Algo que bárbaro. Isso tudo vai nos ajudar a identificar o criminoso. Já ouvimos algumas pessoas, e, neste sábado, uma das filhas, que ainda está em estado de choque, será interrogada também.
A idosa foi encontrada, sem vida, por uma das filhas, na tarde da última quarta-feira. A família chegou a acreditar que ela havia morrido de causas naturais, mas durante o exame de necrópsia, realizado na quinta-feira, os peritos constataram que ela havia sido violentada sexualmente.
O corpo da aposentada, que era viúva e morava sozinha, foi enterrado na tarde desta sexta-feira, no Cemitério de São Miguel, no mesmo município.