Domingo de Carnaval no DF tem 70% menos ocorrências do que em 2015



Balanço da Secretaria de Segurança Pública aponta uma redução de 70,1% no número de ocorrências neste domingo de Carnaval em comparação com o mesmo dia do ano passado nos mesmos locais e horários de folia. Foram 32 registros de violência nos eventos carnavalescos este ano. Em 2015, foram 107, uma diferença de 75 ocorrências.

Das ocorrências registradas, seis foram por furtos a pedestres e outras seis de roubos a pedestres. De acordo com o levantamento, houve ainda uma tentativa de homicídio na estação Central do Metrô, na Rodoviária do Plano Piloto, após o término dos desfiles dos blocos.

Nessa ocorrência, um soldado do Exército foi preso suspeito de esfaquear dois jovens. Um deles estava internado em estado grave até a manhã desta segunda. O outro foi liberado após ser medicado. 

Policiais no Eixão durante festa de Carnaval em Brasília (Foto: Dênio Simões/Agência Brasília)

Um total de 1.414 policiais militares, 120 bombeiros e 120 agentes do Detran trabalham nos locais de festas para garantir a segurança dos foliões. A Polícia Civil reforçou o plantão das 31 delegacias do DF, das delegacias da Criança e do Adolescente, de Atendimento à Mulher e as equipes do Departamento de Polícia Especializada.

O Corpo de Bombeiros realizou 126 atendimentos nos locais de folia, dos quais 39 foram por embriaguez. A Polícia Militar abordou 10,2 mil pessoas. Já o Detran, apreendeu, em todo o DF, 62 veículos e autuou 97 condutores por infrações ao volante, sendo 41 delas por dirigirem após consumo de álcool.

Briga

Imagens feitas pela TV Globo mostram momentos de confusão e briga no Bloco dos Raparigueiros, que desfilou no Eixão Sul nas quadras 106/206 sentido Esplanada, em Brasília, neste domingo (7). Em um trecho do vídeo, policiais militares atingem, com golpes de cassetete, jovens que brigavam no chão (veja vídeo). O evento reuniu cerca de 150 mil foliões.

Em outro ponto da festa é possível observar dois homens brigando. Com um cassetete, um policial militar arrasta um deles para fora da festa. Após alguns minutos, o outro também é retirado.

Por nota, a Polícia Militar informou que a coorporação sempre intervém de imediato quando há confusão. ''O objetivo é impedir conflitos de maiores proporções."